Novo estudo avalia o desempenho do PVi® da Masimo como elemento de previsão da capacidade de resposta de fluidos em pacientes sob ventilação mecânica na UTI

NEUCHÂTEL, Suíça, 13/02/2018 –

Masimo (NASDAQ:
MASI) divulgou hoje os resultados de um estudo publicado recentemente no
qual pesquisadores da Bülent Ecevit University em Zonguldak, Turquia,
compararam dois métodos não invasivos de previsão da capacidade de
resposta de fluidos em pacientes sob ventilação mecânica na unidade de
tratamento intensivo (UTI): PVi® (índice de variação pleth,
medido de maneira não invasiva e contínua usando sensores de oximetria
de pulso SET®) da Masimo e dIVC (índice de distensibilidade
da veia cava inferior, medido de forma não invasiva por radiologistas
usando um aparelho de ultrassom e sonda).1

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui:
http://www.businesswire.com/news/home/20180213005707/pt/

Masimo Radical-7® Pulse CO-Oximeter® with rainbow SET™ PVi® (Photo: Business Wire)

Masimo Radical-7® Pulse CO-Oximeter® with rainbow SET™ PVi® (Photo: Business Wire)

No estudo, os Drs. Pişkin e Öz procuraram comparar o desempenho dos dois
métodos ao analisarem 72 pacientes sob ventilação mecânica e realizarem
diversas medições antes e depois da elevação passiva das pernas (EPP).
Além do PVi (medido com o Radical-7® Pulse CO-Oximeters®
da Masimo) e dIVC (medido por um radiologista usando Esaote MyLab 30), a
pressão venosa central (PVC) e o índice cardíaco (IC) também foram
medidos. Pacientes que apresentaram um aumento maior que 15% no IC
atribuível à manobra de EPP foram classificados como respondedores de
volume e aqueles com alteração menor que 15% ou nula, como não
respondedores.

Os pesquisadores descobriram que o PVi não invasivo e contínuo da
Masimo, com um valor limiar maior que 14%, proporcionou 95% de
sensibilidade e 81,2% de especificidade (p<0,001, AUC=0,939
(0,857-0,982)), o que foi estatisticamente significativo. O ultrassom,
dIVC não invasivo, com um valor limiar maior que 23,8%, proporcionou 80%
de sensibilidade e 87,5% de especificidade (p<0,001, AUC=0,928
(0,842-0,975)), o que também foi estatisticamente significativo. O
método invasivo, PVC, no valor limiar menor ou igual a 7 mmHg,
proporcionou 70% de sensibilidade e 53,1% de especificidade na previsão
da capacidade de resposta de fluidos (p=0,066, área abaixo da
curva=0,622 (0,500-0,724)), o que não foi estatisticamente significativo.

Os pesquisadores comentaram que “nossos resultados mostram que o PVi e o
dIVC avaliados de forma não invasiva foram bons elementos de previsão da
capacidade de resposta de fluidos após a EPP em pacientes com ventilação
mecânica na UTI. Contrariamente, a PVC avaliada de forma invasiva foi um
fraco elemento de previsão da capacidade de resposta dos fluidos como
uma variável estática da pré-carga cardíaca”. Eles concluíram que “tanto
o PVi quanto o dIVC podem ser usados para identificar a capacidade de
resposta dos fluidos de todos os pacientes da UTI submetidos a um
tratamento contínuo ligado à ventilação mecânica; ambos os métodos são
fáceis de serem aplicados, não invasivos e podem ser realizados ao lado
da cama”.

@MasimoInnovates |
#Masimo

Referência

1. Pişkin Ö e Öz I.Accuracy of pleth variability index compared with
inferior vena cava diameter to predict fluid responsiveness in
mechanically ventilated patients. Medicine. (2017) 96:47(e8889).

Sobre a Masimo

A Masimo (NASDAQ: MASI) é líder global em tecnologias inovadoras de
monitoramento não invasivo. Nossa missão é melhorar os resultados do
paciente e reduzir o custo do tratamento. Em 1995, a empresa lançou o
oxímetro de pulso Masimo SET® Measure-through Motion and Low
Perfusion™ (medição durante o movimento e em condições de baixa
perfusão) que, conforme demonstrado em diversos estudos, reduz
consideravelmente alarmes falsos e monitora com exatidão para garantir
que os alarmes sejam reais. O Masimo SET® também demonstrou
ajudar os médicos a reduzir a retinopatia grave de prematuridade em
neonatos,1 melhorar a triagem CCHD em recém-nascidos,2
e, quando usado para monitoramento contínuo com o Masimo Patient
SafetyNet™* em alas de recuperação pós-cirurgia, reduz as ativações de
resposta rápida e os custos.3,4,5 Estima-se que o Masimo SET®
seja usado por mais de 100 milhões de pacientes nos principais hospitais
e em outras instalações de assistência à saúde no mundo,6 e é
o principal oxímetro de pulso em 17 dos 20 principais hospitais listados
no U.S. News and World Report Best Hospitals Honor Roll 2017-2018.7
Em 2005, a Masimo introduziu o a tecnologia CO-Oximetry de pulso rainbow®,
permitindo o monitoramento contínuo e não invasivo dos constituintes do
sangue, que antes só podiam ser medidos de forma invasiva, inclusive
hemoglobina total (SpHb®), conteúdo de oxigênio (SpOC™),
carboxiemoglobina (SpCO®), metemoglobina (SpMet®),
o Índice de Variação Pleth (PVi®) e, mais recentemente, o
índice de reserva de oxigênio (Oxygen Reserve Index™, ORi™), além de SpO2,
frequência cardíaca e índice de perfusão (PI). Em 2014, a Masimo lançou
o Root®, uma plataforma intuitiva de conectividade e
monitoramento de pacientes com a interface Masimo Open Connect™
(MOC-9™), permitindo que outras empresas ampliem o Root com novos
recursos e capacidades de medição. A Masimo também está assumindo um
papel ativo de liderança em saúde eletrônica (mHealth), com produtos
como o monitor de pacientes vestível Radius-7™, o oxímetro de pulso iSpO2®
para smartphones e o oxímetro de pulso de ponta de dedo MightySat™.
Outras informações sobre a Masimo e seus produtos estão disponíveis no
site www.masimo.com.
Os estudos clínicos publicados sobre os produtos da Masimo estão
disponíveis em http://www.masimo.com/cpub/clinical-evidence.htm.

O ORi não recebeu liberação da FDA 510(k) e não está disponível para
venda nos Estados Unidos.

*A marca comercial Patient SafetyNet é usada sob licença da University
HealthSystem Consortium.

Referências

1. Castillo A et al. Prevention of Retinopathy of Prematurity in Preterm
Infants through Changes in Clinical Practice and SpO2
Technology. Acta Paediatr. fev. 2011; 100(2):188-92.
2.
de-Wahl Granelli A et al. Impact of pulse oximetry screening on the
detection of duct dependent congenital heart disease: a Swedish
prospective screening study in 39,821 newborns. BMJ. 2009;Jan
8;338
3. Taenzer AH et al. Impact of Pulse Oximetry Surveillance on
Rescue Events and Intensive Care Unit Transfers: A Before-And-After
Concurrence Study. Anesthesiology. 2010; 112(2):282-287.
4.
Taenzer AH et al. Postoperative Monitoring – The Dartmouth Experience. Anesthesia
Patient Safety Foundation Newsletter
. Spring-Summer 2012.
5.
McGrath SP et al. Surveillance Monitoring Management for General Care
Units: Strategy, Design, and Implementation. The Joint Commission
Journal on Quality and Patient Safety
. Jul 2016;42(7):293-302.
6.
Estimativa: Dados arquivados sobre a Masimo.
7. http://health.usnews.com/health-care/best-hospitals/articles/best-hospitals-honor-roll-and-overview.

Declarações prospectivas

Este comunicado de imprensa inclui declarações prospectivas conforme
definido na seção 27A da Lei de Valores Mobiliários de 1933, e seção 21E
da Lei de Bolsa de Valores de 1934, em conexão com a Lei de Reforma de
Controvérsias de Títulos Privados de 1995. Essas declarações
prospectivas incluem, entre outras, declarações associadas à potencial
eficácia do PVi® da Masimo. Essas declarações prospectivas
têm como base nas expectativas atuais quanto a eventos futuros que nos
afetem e estejam sujeitos a riscos e incertezas, todos de difícil
previsão e muitos deles além do nosso controle, os quais poderiam fazer
com que nossos resultados reais divergissem de modo considerável e
adverso dos expressos em nossas declarações prospectivas devido a
diversos fatores de risco que incluem, entre outros: riscos associados
às nossas suposições quanto à capacidade de repetição de resultados
clínicos; riscos associados à nossa convicção de que as tecnologias
exclusivas de medição não invasiva da Masimo, inclusive o PVi da Masimo,
contribuem para resultados clínicos positivos e à segurança dos
pacientes; riscos associados à nossa convicção de que as inovações
médicas não invasivas da Masimo oferecem soluções economicamente
acessíveis e vantagens únicas; bem como outros fatores mencionados na
seção “Fatores de risco” de nossos relatórios mais recentes protocolados
junto à Comissão de Títulos e Valores Mobiliários (SEC, Securities and
Exchange Commission), os quais podem ser obtidos gratuitamente no site
da SEC em www.sec.gov.
Apesar de acreditarmos que as expectativas refletidas em nossas
declarações prospectivas sejam razoáveis, não sabemos se nossas
expectativas serão corretas. Todas as declarações prospectivas incluídas
neste comunicado de imprensa são expressamente qualificadas em sua
totalidade pelas declarações de advertência precedentes. Advertimos os
leitores a não confiar indevidamente nessas declarações prospectivas,
que dizem respeito apenas à data de hoje. Não assumimos qualquer
obrigação de atualizar, corrigir ou esclarecer tais declarações ou os
“Fatores de risco” descritos em nossos mais recentes relatórios
protocolados junto à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), seja
ou não como resultado de novas informações, eventos futuros ou de outra
forma, exceto conforme possa ser exigido pelas leis de valores
mobiliários aplicáveis.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada.
As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se
referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que
tem efeito legal.

Contato:

Masimo
Evan Lamb, 949-396-3376
elamb@masimo.com

Fonte: BUSINESS WIRE