Humanização Hospitalar: a importância dos móveis no ambiente

O universo hospitalar precisa ser adaptado para receber o paciente de forma integra, afinal é o momento em que ele estará fragilizado e precisa antes de qualquer coisa ser ouvido. Acolher, ouvir com interesse suas queixas e procurar acalmá-lo são necessidades vitais para um atendimento de qualidade.

MÓVEIS HOSPITALARES

Móveis hospitalares para coleta de sangue. ( teto )

Os móveis hospitalares têm muita importância na humanização do hospital, pois pode melhorar ou piorar a experiência de seus usuários.

São Paulo/SP, 12/01/2018 –

O que se busca hoje em um hospital é que o conceito de um lugar onde se habita doença, tristeza e espera, seja transmutado pelas pessoas para um local de superação, motivação e cura.

Isso significa que aquele atendimento mecânico está sendo abolido constantemente, e a Humanização Hospitalar é um assunto cada dia mais discutido. Desde a portaria e recepção até o médico e chegando à administração do hospital, o tratamento com os pacientes e seus acompanhantes precisa ser levado totalmente a sério e incorporado por todos.

O que deve ser pautado como humanização hospitalar é o entendimento de que um paciente precisa ser analisado como um todo e não por uma parte, a parte da queixa de incomodo ou doença. Devem ser levados em consideração seus aspectos mentais e emocionais, pois estão totalmente interligados. Um idoso que sua pressão subiu muito devido a uma discussão com um ente querido, é um exemplo disso.

O universo hospitalar precisa ser adaptado para receber o paciente de forma integra, afinal é o momento em que ele estará fragilizado e precisa antes de qualquer coisa ser ouvido. Acolher, ouvir com interesse suas queixas e procurar acalmá-lo são necessidades vitais para um atendimento de qualidade.

O ambiente também precisa ser levado em conta, pois o visual sendo estimulado traz aquela sensação de bem-estar e de cuidado. Paredes com cores alegres e harmônicas, quadros com paisagens e natureza, etc., levantam o espírito dos internados.

Uma dica bem bacana dada por psicólogos é dispor de jogos lúdicos, cadernos de colorir, palavras cruzadas ou oficinas de artesanato, assim estimula-se o raciocínio, melhora a interação e faz o tempo passar de forma mais amigável.

Os móveis hospitalares têm muita importância na humanização do hospital, pois pode melhorar ou piorar a experiência de seus usuários. Quando possuem design criativo e são confortáveis compõe graciosamente o ambiente ou como no caso de poltronas e sofás amenizam o cansaço de quem está muito tempo neles. E, ao o escolher os móveis hospitalares , devem ser levados em consideração pelas instituições de saúde não apenas a durabilidade, mas a simplicidade na manutenção, assim é garantida a qualidade e o investimento pode ser maior devido ao custo-benefício.

São muitos os jeitos de tornar um período de internação menos estressante, e tudo depende do nível de conscientização dos hospitais com a questão, mas vale dar ênfase na questão dos móveis hospitalares, esses precisam mesmo de atenção.

A Teto é uma empresa especialista em móvel hospitalar. Com profissionais altamente qualificados e criatividade a todo vapor os resultados são superiores aos encontrados no mercado.

Website: http://teto.com.br/